Você sabe curtir as delícias da vida cotidiana?

Você sabe curtir as delícias da vida cotidiana?

A rotina diária é algo que muitas vezes fazemos automaticamente e nem nos damos conta de quantas coisas interessantes passaram pelo nosso dia.

Você se lembra de que, quando criança, costumava se deitar na grama e olhar para o céu vendo os desenhos que as nuvens formavam?

Como era prazeroso!

Nos tempos atuais o máximo que fazemos para fugir da rotina é ver um vídeo novo no celular e compartilharmos com os amigos.

E quando percebemos, o cansaço chega, junto com a irritabilidade e a falta de paciência e nem sabemos de onde surgiam.

Temos a capacidade de estar em vários lugares ao mesmo tempo sem sair de onde estamos.

Cozinhando e pensando na roupa para lavar. Ou, conversando com amigos e lembrando da reunião no dia seguinte. Lembrando do passado, planejando o futuro e sem nos atentarmos para o momento presente.

Com certeza temos inúmeras atividades que se repetem no dia a dia e tarefas semelhantes que executamos quase sempre nas mesmas horas.

Você consegue admirar o seu cotidiano ou se sente exausta quando o final do dia se aproxima?

Consegue parar e olhar a variação do tempo, o arco íris que se formou no céu depois que a chuva passou, uma nova flor nascendo no jardim, a carinha tristinha do cachorro que quer atenção, ou mesmo do marido amuado no sofá?

Atenção plena: é um exercício que podemos fazer diariamente para percebermos as coisas maravilhosas que acontecem conosco todo o tempo.

Mesmo na rotina diária das coisas mais simples têm dentro delas uma beleza que não percebemos quando a nossa mente está mergulhada num oceano de pensamentos. E de preocupações, que vão nos levando a ter menos presença e harmonia.

Contemplar o cotidiano é um estado de atenção e a base da nossa vida emocional.

A atenção plena nos permite ver coisas belas que estão ocultas na nossa turbulência mental.

A atenção, o foco, nos permite que a mente se organize para resolver um problema ou contemplar a beleza da vida.

A avalanche de informações que vivemos na atualidade nos distrai do cotidiano e nos afasta de viver os ritmos mais lentos da vida.

Ir ao supermercado e compartilhar aquele momento com alguém próximo pode ser uma oportunidade para conversa divertida, de observar as cores das frutas e as novidades que estão por aí.

Preparar um café da manhã com calma e cuidado, selecionando os alimentos, preparando uma mesa elaborada, acendendo uma vela perfumada e até fazer uma oração. Um momento de calma e serenidade que irá nos reenergizar para o restante do dia.

Praticar o seu exercício físico com atenção aos movimentos do corpo, observando as sensações que são despertadas.

Observar os sons diários que envolvem o seu ambiente. Pássaros na árvore em frente à sua janela que buscam pequenos gravetas para construir um ninho. Ou simplesmente saltitar entre os galhos.

Um novo cabelo branco no seu companheiro, mais uma ruguinha no canto da sua boca quando sorri, o brilho no olho quando ouve a música favorita, ou o gargalhar dos filhos ou dos netos.

Perceba o quanto há de vida nessas pequenas coisas.

As sutilezas do cotidiano não podem ser ignoradas aguardando por algum acontecimento grandioso.

A vida acontece no cotidiano. Nas pequenas coisas, na rotina da vida.

A prática cotidiana de prestar atenção às pequenas coisas é vital para recuperar o nosso estado de presença e harmonia.

Uma prática que vem sendo divulgada é o mindfulness, cujo significado é atenção plena.

Trata-se de um conceito da filosofia budista que consiste em trazer a mente para o momento presente.

O estado de mindfulness é quando estamos totalmente conscientes, com nossa mente voltada apenas para a experiência do momento presente, sem julgamentos.

Você está há horas na frente do computador. Que tal olhar ao redor, sentir o apoio da sua cadeira, dos seus pés no chão, de como está sua postura, sua coluna. Quais os aromas do ambiente e os sons que chegam até você. Aproveite para hidratar-se; sorver a água como se fosse um presente divino. Potável, disponível, ao seu dispor. Privilégio!

Inspire pelo nariz profundamente. Infle o abdômen e solte o ar pelo nariz.

Repita algumas vezes. Vai se sentir mais leve. Reconectada com o fluxo da vida.

Quando assistimos às notícias tristes atuais ou dos nossos antepassados, sobre guerras, tragédias, terremotos, doenças, frio, fome, alegrias e decepções podemos olhar para o nosso cotidiano com gratidão.

O nosso cotidiano está cada vez mais atribulado, com coisas que precisamos aprender o tempo todo para nos comunicarmos com nossos filhos e a comunidade. A rotina agitada de múltiplas tarefas muitas vezes no consome e toma mais tempo do que o que temos disponível.

Mesmo assim, quando acordar de manhã e até a hora de voltar para a cama, esteja mais presente em você. Respire fundo quando estiver perdendo a paciência. Inspire, expire, sempre pelo nariz, infle o abdômen na inspiração e olhe com mais prazer e serenidade para o seu cotidiano.

É no cotidiano que acontecem as pequenas alegrias que se somam e que dão sentido à nossa vida e aquecem o coração!

Se quiser praticar o mindfulness, assista o vídeo abaixo:

O que é mindfulness (de verdade) e atenção plena? | Oi! Seiiti Arata 160-11:50

Se quiser saber mais sobre Bem-Estar e outros temas para as Mulheres 50+ interessadas, conectadas e curiosas:

  • inscreva-se no nosso Canal do Youtube, dê um like e ative o sininho para receber as notificações de novos vídeos!
  • continue acompanhando o nosso site
  • siga nossas páginas no Instagram e Facebook.

Um abraço!

Time Estilo 5.0+

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *