Você sabia que comer peixe regularmente é bom para a saúde?

Peixe é bom para a saúde

Comer peixe regularmente além de ser bom para a saúde mantém a forma física. É dieta de baixas calorias para você ficar saudável e em forma. Bom para todos, melhor ainda para nós, os 50+!

A famosa dieta do mediterrâneo é praticada há séculos pelas populações da costa do mar Mediterrâneo, como Portugal, Grécia, Sul da Itália, Espanha e Sul da França. Os moradores dessas regiões nunca se preocuparam com regime; eles simplesmente se alimentavam com o que havia disponível – basicamente azeite, peixes, legumes e grãos.

No Brasil temos uma costa litorânea de mais de 7 mil quilômetros e comemos pouco peixe!

Segundo dados do Ministério da Pesca e Aquicultura, o consumo de pescados no Brasil é de 6,8 quilos por habitantes/ano. O indicado pela OMS é quase o dobro: 12 quilos.

A boa notícia é que a produção de peixes de cultivo cresceu 5,9% na pandemia, alcançando mais de 800 mil toneladas, segundo dados da Associação Brasileira de Piscicultura (PeixeBR), e isso se deu por conta do aumento do consumo nesse período.

Comer peixes regularmente traz muitos benefícios para a nossa saúde e forma física. Saiba mais sobre a saúde que vem do mar:

Peixes de carne branca e proteína magra:

Pouca gordura e calorias. Alimento ideal para quem quer manter um peso equilibrado. São uma importante fonte de proteínas de alta qualidade porque fornecem quantidades similares às da carne magra, porém com menos gorduras.

Exemplos de peixes magros: Bacalhau, Tilápia (ou Saint Peter), Cação, Namorado, Tainha, Robalo, Pescada, Garoupa, dentre outros.

Peixes gordurosos e gordura saudável:

Esses peixes são uma fonte importante de ácidos graxos poli-insaturados como o ômega-3, que podem ajudar a prevenir a obstrução das artérias, minimizando, assim, o risco de acidente vascular cerebral (AVC) e infarto.

Exemplos de peixes gordos: sardinha, atum, salmão, cavala, arenque, truta, anchova, enguia.

Quer saber um pouco mais sobre os valores nutritivos de alguns dos peixes mais populares no Brasil?

Tilápia: uma porção de 100 gramas tem ao redor de 120 calorias. Fornece ômega-3, mas em menor quantidade que os peixes gordurosos, o selênio, importante para as defesas antioxidantes do corpo e fósforo, importante para a manutenção da nossa massa óssea.

Pescada: a cada 100 g de file preparado na frigideira, tem quase 30 g de proteínas, 3,6 g de lipídios e 154 calorias. Fornece magnésio, mineral que participa da produção de neurotransmissores ligados ao bem-estar.

Bacalhau: cada porção de 100 g no forno ou grelhado tem 122 calorias. Rico em ômega-3, que ajuda na prevenção de doenças cardíacas, apresenta alto teor em vitamina B12 que ajuda no controle dos níveis de glicose no sangue e contribui para o equilíbrio hormonal. Possui também alto teor de fósforo, importante para os ossos e dentes.

Atum: rico em ômega 3, fornece vitaminas do complexo B e minerais. Cada porção de 100 g dele cru tem 118 calorias, 25,7 g de proteínas e 0,9 g de lipídios. Beneficia o coração, cérebro, ossos, células e vasos sanguíneos. Possui alto teor de ferro e é essencial para o transporte de oxigênio e a formação de glóbulos vermelhos no sangue, prevenindo anemias. A versão em lata, mais em conta, traz praticamente os mesmos nutrientes, mas é preciso escorrer o óleo antes de usar para reduzir o valor calórico.

Salmão: famoso pelo seu teor de ômega 3, ele é importado e, por isso, mais caro que as outras fontes encontradas na nossa costa, como a anchova. A porção de 100 g dele grelhado tem 243 calorias, 26 g de proteínas e 14,5 g de gordura. Faz bem para o coração, tecidos corporais e sistema imunológico. Possuem propriedades anti-inflamatórias e contribuem para a redução do colesterol total.

Sardinha: as sardinhas são da família Clupeidae e contemplam várias espécies. A sardinha-verdadeira que vive em nosso litoral tem cerca de 20 centímetros.  Versátil, vai bem frita, grelhada, assada, no escabeche, no molho… E ainda tem a enlatada. A Sardinha é pequena, porém rica em ômega-3, cálcio e zinco.

Os peixes são saborosos, nutritivos e perfeitos para todas as refeições!

As melhores formas de preparo são cru, grelhado ou cozido. O empanado é mais calórico e deve ser consumido esporadicamente.

Trouxemos alguns vídeos com receitas de peixe para você incorporar de uma vez esse alimento saudável na sua rotina diária.

Peixe ao Forno Saint Peter/Tilápia | Cozinhe e aproveite #373 – 3’59

Moqueca de Peixe de “Sabor da Paixão” | Comida de Cinema #8 – 2’32

Peixe frito com purê de ervilhas e salada de ervas frescas | Rita Lobo | Cozinha Prática – 0830

Como preparar peixes para dieta| Refeição econômica para incluir na reeducação alimentar – Receitas da Fadinha – 0305

Tenha uma dieta saudável e prazerosa e viva a longevidade com saúde e boa forma física.

Participe da jornada da revolução da longevidade com a gente!

  • Inscreva-se no nosso Canal do Youtube, dê um like e ative o sininho para saber quando os vídeos forem publicados!
  • Siga nossas páginas nas redes sociais Facebook e Instagram.
  • Continue acompanhando nosso site!

Um abraço!

Time Estilo 5.0+

Fontes:

https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2019/11/19/da-tilapia-ao-salmao-os-beneficios-dos-peixes-mais-consumidos-no-brasil.htm?foto=1

https://saude.abril.com.br/alimentacao/tilapia-o-peixe-que-domina-o-brasil/

https://saude.abril.com.br/alimentacao/conheca-os-beneficios-de-40-tipos-de-peixe/

https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/aquicultura-e-pesca/rede-do-pescado/consumo-e-tipos-de-peixes-no-brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.