Casa de Repouso, Residencial para Idosos ou ILPI

Residenciais para idosos

Nesse bate papo vamos entender um pouco sobre as Casas de Repouso, Residenciais para Idosos ou ILPI (Instituto de Longa Permanência para Idosos). Esse tema se tornou importante com o aumento da nossa longevidade e que pode ser uma opção para nossos familiares ou para nós mesmos no futuro.

“As ILPIs são instituições governamentais ou não governamentais, de caráter residencial, destinadas ao domicílio coletivo de pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, com ou sem suporte familiar e em condições de liberdade, dignidade e cidadania.” Fonte: https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/servicosdesaude/instituicoes-de-longa-permanencia-para-idosos

A fundadora da Estilo 5.0+, Cintia Yamamoto, conversa com Eliz Taddei, Fundadora e CEO do Portal Trevoo e da Tare, da Consultoria de Projetos de investimentos em vários segmentos e que possui mais de 20 anos de experiência na Área Comercial e de Marketing em grandes empresas como o Banco Santander e a Serasa Experian. Eliz é Formada em Publicidade com MBA em Marketing de Serviços pela ESPM

Trevoo – Plataforma de busca de Residenciais para Idosos

1. Como surgiu a Trevoo

Eliz explica que a ideia de criar a Trevoo surgiu quando ela saiu do mercado corporativo, começou a pesquisar no mercado, percebeu que em muitos países com a população mais madura, as casas de repouso e as plataformas que auxiliam as famílias tinham uma demanda muito grande. Notou que o Brasil está num processo de envelhecimento da população, com a proximidade da inversão da pirâmide etária e entendeu que poderia ser um bom investimento.

Hoje, ela está muito satisfeita com essa iniciativa e bastante realizada em poder ajudar tantas famílias a encontra um lar para os seus idosos.

2. Como é feita a seleção dos Residenciais para o Portal Trevoo

Aqui no Brasil, antes de fazer uma recomendação para uma família na busca por uma casa de repouso, importante verificar se a casa está em conformidade com a lei. Por exemplo: precisa ter alguns documentos exigidos pela legislação brasileira, como o Certificado da Anvisa, o do Corpo de Bombeiros, e a licença da prefeitura e o alvará de funcionamento do Conselho do Idoso e a Trevoo faz todas estas verificações, comenta Eliz

Infelizmente, ainda temos no Brasil, Casas de Repouso que não têm esses documentos. Os idosos ficam em situação de perigo e a família desconhece a necessidade e existência desses documentos complementa Eliz.

Desde que a Trevoo começou a cadastrar as instituições para a plataforma, o primeiro bate-papo inicia com a apresentação e validação desses documentos. Depois disso, a Casa responde um questionário bastante detalhado com perguntas como tipos de leito que oferecem, estrutura física, funcionamento, estrutura assistencial. E aí é agendada uma validação presencial.

Segundo Eliz, “minha equipe e eu visitamos cada casa que se inscreveu na plataforma.  As casas têm que ser limpas, cheirosas, gostosas. É o lar das pessoas que estão morando lá. Então aquele aspecto antigo das Casas de Repouso não é mais admitido. Então a gente orienta as Casas que ainda estão trabalhando dessa maneira para que façam reformas, se reformulem, para trazer melhor qualidade de vida para os seus hóspedes”.

Essa avaliação que a equipe da Trevoo faz e esse bate papo com o empreendedor dura cerca de 2 a 3 horas. Justamente para conversar com ele, ver as dificuldades, orientar e trazer as novidades do mercado. Como a Trevoo está dentro de Casas de Repouso o tempo todo, tem a informação e sabe exatamente a diferença entre as que têm e sucesso e as que não encantam as famílias.

Eliz entende que a função da Trevoo, muito mais do que classificar, validar e indicar as famílias sobre as Casas de Repouso é também orientar as Casas que precisam melhorar porque o sucesso da Trevoo e o bem-estar do idoso é a qualidade delas. Por essa razão tem a função de propor, de orientar e de mostrar as novidades do mercado.

3. Como funciona o Portal Trevoo

Eliz detalha o passo a passo:

  • Acessar a plataforma pelo trevoo.com.br
  • Preencher um cadastro simples e será atendido por uma equipe de gerontólogos que irá conhecer suas necessidades, limitações, entender o que você ou o seu idoso querido precisa.
  • Com base no entendimento do perfil, a Trevoo avalia quais as Casas estão mais ajustadas as necessidades e faz, inicialmente, uma seleção de três casas. ” A Trevoo convida a família para visitar com eles as três casas.
  • Entrega, no momento da visita, um questionário, que será respondido junto com a pessoa interessada. Um roteiro do que irá ver, do que deve visitar e, após as visitas, é feito um relatório com o comparativo das visitas realizadas.
  • Essa visita serve como referencial. De acordo com o interessado, a Trevoo apresenta mais casas, em função de algum comentário ou perfil feito pela família, ou a opção já é selecionada por uma das casas visitadas.
  • A Trevoo faz um acompanhamento após a contratação, durante 60 dias, para saber se ambos estão felizes; idosos e família.

A Trevoo também utiliza indicadores de qualidade que mensuram a quantidade de idosos e famílias satisfeitas com as indicações e a permanência dos idosos nas Casas indicadas.

Há detalhes que a Trevoo conhece sobre estas Casas que permitem uma aderência maior as necessidades dos idosos e das famílias, para que todos possam ficar mais tranquilos e felizes.

O nível de satisfação da Trevoo foi de 95%, nos últimos 2 anos, comenta satisfeita Eliz.

Existe diferença entre Residencial para Idosos e Casa de Repouso?

Apesar de ainda ser um termo muito popular, Eliz entende que Casa de Repouso já não traduz muito a realidade do mercado brasileiro atual. Ela preconiza que é necessário que haja qualidade de vida dentro desses lares, dessas clínicas. Prefere chamar de Residencial porque o idoso não está lá para repousar. É importante que ele tenha isso, independente do grau em que ele se encontra; grau 1, grau 2 ou grau 3 de dependência.

  • Grau 1: sãopara os indivíduos saudáveis e com autonomia.
  • Grau 2: já há dependência para se alimentar, se locomover ou fazer a higiene diária.
  • Grau 3: destinado a idososcom algum comprometimento cognitivo ou demência, que necessitam de muito cuidado no dia a dia.

Fonte: https://saude.abril.com.br/familia/como-escolher-uma-instituicao-de-longa-permanencia-para-idosos/

A Trevoo valoriza quando as atividades são propostas para os idosos. As pessoas não se interessam mais por aquelas Casas em que há somente uma sala de convivência onde todos estão sentados assistindo televisão e fazem somente isso.

A valorização é para a Casa que oferece diferentes espaços para diferentes atividades. Eliz traz vários exemplos de cantos e espaços que são importantes, desejáveis e valorizados e que podem servir de dicas para quem estiver avaliando um Residencial para Idosos:

  • Espaço de fisioterapia, com espaldar bem fixado na parede
  • Uma sala de jogos que o idoso possa fazer diferentes atividades. Hoje em dia existem jogos com peças grandes e macias apropriadas para o idoso. E nesse momento é importante não infantilizar o idoso. É preciso entender que quando se propõe uma terapia operacional que esteja ligada a um desenho, ou a uma colagem, não remeta a algo que as crianças fazem na pré-escola. São coisas diferentes. Sempre levar em consideração a experiência e a vida do idoso, reforça Eliz.
  • Tanto as terapias ocupacionais como as salas de arte são espaços importantes para passar horas agradáveis.
  • Espaço para leitura também é desejável.
  • Um canto de tecnologia com acesso à internet de alta velocidade, dependendo dos graus que a casa atenda, é desejável também ter
  • Academias estão surgindo cada vez mais.
  • O canto da beleza, um espaço onde a idosa possa lavar a cabeça, igual ao do cabeleireiro. E até fazer tintura!

E há também as festas comemorativas de aniversário, de datas especiais, e mesmo bailes que fazem na sexta e no sábado à noite. E alguns têm até cinema e Clube do Vinho!

Nem todos os residenciais têm esses espaços para tantas atividades. Mas mesmo nos residenciais mais simples é possível ter uma sala de artes com todo material necessário, uma sala de leitura e uma pequena sala de fisioterapia.

Um espaço que a Trevoo não abre mão que é o espaço do sol. Sol é importante para todos nós em todas as fases da vida. Até para que se tenha um boa noite de sono.

Enfim, o mercado está mudando, graças ao trabalho de empresários que levam isso muito a sério. E temos que ajudar as famílias a encontrar esses espaços adequados, complementa Eliz.

E quais são os principais motivos que as pessoas procuram por um Residencial para Idosos hoje?

Varia bastante, pondera Eliz. Normalmente as famílias procuram um residencial quando já não têm condição de prestar um atendimento adequado ao idoso à altura das suas funções físicas ou cognitivas.

Eliz chama atenção das famílias que decidem pelo encaminhamento do familiar a um Residencial por uma limitação física que é fundamental que os demais hóspedes tenham o mesmo nível de cognição que ele. Dessa maneira, ele poderá ter atividades interessantes, bater papo e ter amigos.

É muito diferente do que antigamente, nos tempos das nossas avós, menciona ela. Hoje tanto a mulher quanto o homem saem para trabalhar. Contar com uma cuidadora ou uma empregada doméstica também é arriscado. Às vezes a pessoa fica doente, não tem condição de ir trabalhar e a família fica sem saber o que fazer para alimentar e ajudar no banho do idoso naquele dia.

São situações em que a família pensa na possibilidade de colocar o idoso num residencial sênior.

Desde que abriu a Trevoo há 4 anos, a mudança no mercado foi bastante expressiva. As pessoas tinham muito preconceito com as Casas de Repouso. Isso mudou bastante. Hoje as famílias veem com muito mais tranquilidade e muito menos sentimento de culpa porque sabem que as Casas realmente estão mudando e oferecendo qualidade de vida para o idoso.

Recentemente fizemos um levantamento para saber quem procura a Trevoo.

Quem procura, em geral, são famílias que não estão conseguindo atender as necessidades do idoso. E têm a sua própria vida para cuidar, mas desejam que o idoso esteja amparado e bem cuidado.

Dentre as perguntas no nosso questionário na plataforma há questões como: “para quem você procura uma casa de repouso? ” Para o pai, mãe, parente, ou para você mesmo? Para surpresa da Eliz, “para você mesmo” foi a resposta da metade das entrevistas.

O idoso dos dias atuais está atrás de qualidade de vida, de fazer amizades, de interagir com outras pessoas e, em muitos casos, os filhos estão sempre muito ocupados ou até mudaram para o exterior.

A importância da revisão de conceitos e preconceitos sobre os Residenciais para Idosos

A fundadora da Estilo 5.0+ solicita que Eliz comente sua visão sobre a existência, ou não,  de alguns preconceitos sobre os Residenciais para Idosos ou as Casas de Repouso. Pontos como o sentimento de culpa e o desconhecimento de locais bem preparados por parte das pessoas e de familiares de idosos.

Eliz explica que existem sim, são pontos complexos. Muitas vezes os filhos e filhas estão preparados, acessam a Trevoo, mas mesmo assim impactados, emocionados acabam chorando. Depois, começam a conhecer o que o mercado oferece e progressivamente entendem que contar com o apoio de profissionais dentro de uma Casa também é cuidar e contribuir com a melhor qualidade de vida do ente querido.

Existem situações onde irmãos que não cuidam diretamente do idoso, do pai ou da mãe, têm preconceito muito grande e não têm abertura para ouvir ou conhecer as Casas que têm estrutura e um bom cuidado com os idosos.

O conflito e o desentendimento familiar ainda são muito presentes.

Muitas vezes aquele que se envolve mais no cuidado do idoso e está mais desgastado e preocupado com a qualidade de vida de todos, nem sempre tem sucesso por resistência dos outros familiares.

Outra situação que costuma acontecer é que quem cuida e deseja fazer a mudança, encontra a resistência do idoso. Compreensível porque o idoso é de outra geração, muitos ainda acham que a Casa de repouso é um asilo, tem memórias de histórias ruins, um depósito de idosos. Essa resistência aumenta o sentimento de culpa do familiar.

Outro cenário, menciona Eliz, é quando o idoso quer conhecer, quer fazer a mudança, mas os filhos resistem e não concordam.

Os bons Residenciais e Casas de Repouso são ambientes preparados para a segurança e o bem-estar do idoso. Além disso, as atividades oferecidas por esses locais, que estimulam a parte física e cognitiva dessas pessoas, retardam a evolução de muitas doenças, tanto físicas quanto mentais e matem a qualidade de vida. E a liberdade para sair, mediante a formalização de um documento entre o Residencial, o idoso e o responsável, quando necessário.

Selo de Qualidade Trevoo para os Residenciais para Idosos e Casas de Repouso

A Trevoo está lançando um Selo de Qualidade para ILPI, a pedido do próprio mercado, comenta Eliz. Desde que começou a visitar as Casas e Residenciais, dada a sua experiência profissional no mercado financeiro, Eliz trabalha com score (uma pontuação, com base em múltiplos critérios, que indica o perfil de uma pessoa física ou jurídica. Muito utilizado no Mercado financeiro para concessão de crédito) que conta hoje com mais de 180 variáveis distribuídas em 7 pilares de avaliação que é aplicada para cada Casa de Repouso.

O início da entrega do Selo de Qualidade deve acontecer ainda no segundo semestre deste ano para aquelas Casas que são membros da Trevoo, menciona Eliz.

Para as Casas que ainda não são membros, a Trevoo está inteiramente à disposição para fornecer as informações e dar todos os subsídios para que possam se tornar mais competitivas e fazerem parte da plataforma.

Contatos

Site: https://trevoo.com.br

Instagram: @trevoo_oficial

Assista o bate papo integral da Fundadora da Estilo 5.0+, Cintia Yamamoto, com Liz Taddei:

Venha participar da jornada da revolução da Longevidade com a gente.

  • Inscreva-se no nosso Canal do Youtube, dê um like e ative o sininho para receber as notificações de novos vídeos!
  • Continue acompanhando o nosso site
  • Siga nossas páginas no Instagram e Facebook.

Um abraço!

Time Estilo 5.0+.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.