Natal: Aconchego, gratidão e solidariedade

Natal - aconchego, gratidão e solidariedade

Com a pandemia que vivemos durante os dois últimos anos, o tema do natal será novamente: Aconchego. “Family Matters”; a família importa.

Neste natal, como a maioria das pessoas já está vacinada, poderemos resgatar o aconchego da festa natalina com familiares e amigos. Claro, sempre, com os cuidados necessários!

Afeto, gratidão e solidariedade estarão presentes na decoração dos ambientes e na gastronomia caprichada. Um brinde à saúde e à alegria do natal.

Para ajudá-la a ter um natal incrível trouxemos algumas sugestões de receitas saborosas para sua Noite Feliz com muito sabor!

Antes disso, vamos saber mais sobre a origem dos pratos da ceia de Natal?

A nossa ceia é bem diversificada em razão da influência dos portugueses, italianos e tantas outras culturas que tornam o nosso natal muito saboroso e colorido.

Mas quem inventou que determinados pratos para comer no Natal? Por que comemos peru e tender e não pizza e feijoada?

De onde surgiram os pratos da nossa ceia de Natal?

Mas vamos conhecer a origem do Panetone, que vem da Itália.

1. Panetone

Uma das histórias sobre a origem do Panetone é a de que surgiu em uma padaria de Milão, em meados de 1400 d.C. De acordo com essa versão, um jovem padeiro, de nome Toni, apaixonado pela filha de seu patrão, elaborou uma versão rudimentar do pão doce para impressioná-la.

A iniciativa deu certo e a receita fez sucesso entre os clientes do lugar, que pediam pelo “Pani de Toni” (pão do Toni, em italiano). Com o tempo, a palavra evoluiu para “panattón” (vocábulo milanês) e depois para “Panetone” (italiano).

Após passar por diversas transformações ao longo dos séculos, o ”pão do Toni” ganhou o seu aspecto atual no século 18, com o formato circular e a disposição das frutas cristalizadas, servido especialmente no Natal.

2. Peru

Um dos pratos mais famosos da ceia de Natal, o peru, tem sua origem relacionada aos povos que habitavam a América do Norte pouco antes da chegada dos europeus. A ave já era domesticada e criada pelos astecas e pelos índios norte-americanos, sendo tratada com um verdadeiro prêmio quando uma tribo dominava outro território.

Feito em banquetes, o peru era servido acompanhado por cebolas, alho-poró e um molho à base de pimenta. A ave foi levada para o velho continente, e em pouco tempo substituiu o cisne, o ganso e o pavão como ave oficial da ceia natalina.

3. Lentilha

A lentilha é uma comida tradicional de fim de ano devido a uma superstição dos imigrantes italianos, que acreditavam que comer lentilha nessa época traria sorte; “Lentilha no ano novo”.

Agora vamos às receitas para incrementar sua festa.

Acesse:

Ceia de Natal | Tudo Gostoso | Tender, Maionese, Pernil – 3:02

Rabanada de Natal | Receitas de Natal| O dono da cozinha – 03:20

Peru de Natal | Nhac GNT | 6:27

Lentilha para ceia de Ano Novo | Rita Lobo | Cozinha Prática – 8:40

Feliz Natal! Muita paz, amor e saúde para você e toda sua família. Curta cada momento de carinho e alegria!

Quer saber mais sobre Gastronomia? Continue navegando em nosso site e siga nossas páginas no Instagram e Facebook.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.