O que é Black Friday

O que é Black Friday

Black Friday é o dia que inaugura a temporada de compras natalícias com significativas promoções no varejo físico e online.

Em 2020, no Brasil será realizada no dia 27 de novembro, última sexta-feira do mês.

Um pouco de história.

Black Friday começou nos Estados Unidos nos anos 90 com a ajuda das novas tecnologias. A promoção dessa data se expandiu para vários países do mundo.

A denominação “Black Friday” parece ter surgido na Filadélfia, se referindo ao dia seguinte do feriado de Ação de Graças. Havia sempre muitas pessoas e congestionamentos enormes, já que a data abria o período de compras para o natal.

O termo já foi associado com a crise financeira que atingiu os Estados Unidos em 1869. Também passou a ser usado em 1966 por milhares de pessoas em torno do mundo, mas só se tornou popular em 1975, quando o uso do termo passou a ser conhecido por meio de artigos publicados em jornais que abordavam a loucura da cidade durante o evento.

Já se referiu ao período de conforto financeiro para os varejistas. No início de 1980, foi criada uma teoria que usava a cor vermelha para se referir aos valores negativos de finanças e a cor preta para indicar valores positivos. O período negativo correspondia ao período de janeiro a novembro e o lucro acontecia no dia seguinte ao Dia de Ação de Graças e permanecia até o final do ano.

Black Friday no Brasil

A primeira Black Friday do Brasil aconteceu no dia 28 de novembro de 2010 e foi totalmente online. A data reuniu mais de 50 lojas do varejo nacional. A data se consolidou por aqui em 2014 quando gerou R$ 1,2 bilhão em vendas somente na internet, segundo a consultoria E-Bit.

É a data mais importante para o comercio on line.

Black Friday pós pandemia – menos público, mais e-commerce

Segundo matéria publicada na revista Isto É Dinheiro, as vendas neste ano devem atrair  pouco público nas lojas e ter maior foco  no comércio eletrônico.

Com os efeitos da pandemia do coronavírus ainda bastante incertos, já que o vírus segue circulando pelo mundo e a esperança de uma nova vacina ainda conta com uma data de distribuição de médio a longo prazo, os varejistas estão desenhando planos para a Black Friday e o natal deste ano.

Nos Estados Unidos, onde a data comemorativa é levada a sério pelas marcas, o cenário é de incertezas. De acordo com o Business Insider, a tradicional imagem das grandes filas de clientes cruzando o quarteirão, esperando o momento de entrarem nas lojas para as grandes promoções da Black Friday, dificilmente se repetirá este ano.

O comércio online será o diferencial das marcas e produtos, com produto para entrega delivery ou mesmo com a opção de retirada na calçada das grandes lojas.

Cuidado com as fraudes.

Apesar da proposta do evento, alguns lojistas elevam deliberadamente o preço dos produtos antes da Black Friday para poder anunciá-lo por um preço mais baixo durante o evento, de modo a fazer o consumidor acreditar que está fazendo um bom negócio. Por conta disso, o Procon de diversos estados do país realiza o monitoramento dos preços a fim de evitar fraudes. Fique atento!

Gostou desse post? Que tal se cadastrar para receber nossa Newsletter?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.