Óleos Essenciais. Vamos saber mais?

Óleos Essenciais

A procura por óleos essenciais cresceu muito durante a pandemia, especialmente para o controle da ansiedade e do estresse.

Ter uma fragrância que relaxe e proporcione momentos agradáveis no ambiente, com a prática da aromaterapia, tem sido uma busca das pessoas em home office durante os últimos anos.

Mas saber como usar os óleos essenciais, quais comprar e as propriedades desses produtos que prometem maravilhas no nosso sistema nervoso é fundamental para se chegar a experiência de tranquilidade desejada.

Para conhecer mais sobre esse tema, a fundadora da Estilo 5.0+ conversou com a cientista Simone Fanan.

Vamos rever o perfil da Simone?

Simone Fanan é formada em Química com Mestrado em Bioquímica pela UNICAMP. Obteve qualificação em Avaliação de Segurança de Cosméticos e Dermocosméticos em Bruxelas na Vrije Universiteit.

Tem experiência de mais de 27 anos em Pesquisa e Desenvolvimento de produtos cosméticos e fármacos, iniciando sua carreira na Natura

Hoje Simone Fanan é Diretora Científica e fundadora da SF Safety, Consulting & Innovation.

Vamos aprender com ela sobre os óleos essenciais.

O que são os óleos essenciais?

Segundo a Simone Fanan, quando se fala em óleos, de maneira geral, há uma gama muito grande de produtos e de onde podem ser obtidos. Podem ser de fontes minerais como o óleo mineral ou de fontes vegetais.

Os óleos essenciais são extratos vegetais concentrados que retêm o cheiro e o sabor naturais de sua fonte.

Cada óleo essencial tem uma composição química única, e a variação do clima e a sazonalidade do ano podem afetar o cheiro, a absorção e os efeitos no corpo. A composição química de um óleo essencial pode variar dentro da mesma espécie de planta, ou de planta para planta.

Óleos sintéticos não são considerados óleos essenciais!!

Óleos com cadeias mais longas– permeiam menos e dá um sensorial mais agradável. Permanecem mais tempo na pele, como o óleo de amêndoas e o de rosa mosqueta, por exemplo.

Óleos essenciais extraídos de vegetais:  são aqueles extratos vegetais concentrados.  Eles retêm o cheiro, aroma ou o sabor de suas fontes.

Os óleos essenciais podem ser obtidos de duas formas:

Por Prensagem mecânica

Podem ser extraídos de sementes ou de cascas de planta. São colocados dentro de um equipamento onde as sementes são prensadas e caem dentro de uma extrusora que empurra essas as sementes e libera os óleos essenciais.

Esses óleos muitas vezes não têm cheiro e podem se oxidar com o tempo e ficarem rançosos.

Por destilação

Na grande maioria das vezes os óleos essenciais são obtidos pelo processo de destilação.

Em um frasco especial, são colocados água, folhas ou pétalas das plantas e fervidos.  Com a fervura, a água passa do estado líquido para o de vapor. Esse vapor, arrasta as pequenas moléculas, os óleos essenciais, para uma outra parte do frasco, um caninho pequeno, onde é resfriado. O óleo condensa e passa do estado de vapor para o estado líquido. É um processo demorado e necessita de muitas folhas ou pétalas para fazer um pouquinho do óleo essencial daquela planta ou flor.

Como exemplo, são necessários em torno de 220 quilos de folhas de lavanda para produzir 20ml de óleo de lavanda.

No caso do óleo essencial de rosas será necessária uma quantidade ainda maior de rosas para se obter 20 ml do óleo essencial.   O óleo essencial da rosa vermelha é um dos óleos essenciais mais caros.

Um pouco da história dos óleos essenciais

Simone explica que os óleos essenciais são usados há muitos séculos.  Eram utilizados através de bálsamos, ervas aromáticas e resinas para embalsamar cadáveres, em cerimônias religiosas, para conservar o corpo daquela pessoa por mais tempo.

Há relatos do processo de destilação para obtenção dos óleos essenciais no ano 2700 a.C. pelos chineses e pelos hindus no ano 2000 a.C.

Depois os povos egípcios e persas também passaram a utilizar os óleos essenciais. Muitas das ervas comuns na atualidade já eram conhecidas, como por exemplo o capim limão, reforça Simone. Usavam como extratos puros ou diluídos em soluções alcoólicas, como perfumes, em cerimônias religiosas e até fins terapêuticos.

Durante as cruzadas, o conhecimento se difundiu entre os árabes e as técnicas foram se aperfeiçoando. Um dos primeiros perfumes lançados na Europa, utilizando estas técnicas, foi o óleo de rosas, por um físico árabe conhecido na época por Avicena.

Atualmente há uma demanda para os óleos essenciais devido ao uso prolongado em concentrações pequenas e aos benefícios que oferecem.

E para que servem os óleos essenciais?

Os óleos essenciais têm longa tradição da ciência e do oriente, como produtos naturais para o tratamento de doenças, produtos de beleza e cosméticos, explica Simone.

As Plantas medicinais são amplamente utilizadas em alguns lugares como a China. Aqui no Brasil ainda temos muito que aprender sobre os tratamentos e terapias possíveis com os óleos essenciais. Mas Simone cita 2 exemplos com comprovações científicas sobre seus benefícios:

• Óleo de lavanda: alivia o estresse e a ansiedade

O uso de Óleo de lavanda na aromaterapia ou fitoterapia é amplamente difundido, no tratamento de distúrbios do sistema nervoso central, como agentes para aliviar a ansiedade e o estresse

Atualmente há várias publicações científicas que comprovam esses benefícios. Toda vez que as moléculas do óleo essencial de lavanda, que são voláteis, entram pelas narinas, em todo o caminho olfativo existem receptores que ativam a produção de serotonina pelo nosso sistema nervoso central. Trazendo a sensação de alegria, aliviando o estresse, reduzindo a ansiedade e tratando a depressão.

Óleo de melaleuca: excelente fungicida e fortalecedor para unhas

O óleo de melaleuca é ancestral e também utilizado na China. Faz parte da biodiversidade da Austrália, mas foi exportado para o Brasil. Em Minas Gerais e Santa Catarina já existe uma grande plantação do óleo de melaleuca.

O óleo de melaleuca é  um fungicida excelente para tratar os pés e as unhas fracas,  com problemas de fungos. Duas gotinhas em cada unha todos os dias, durante 2 a 3 semanas eliminam os fungos e fortalecem as unhas. Dentro os outros benefícios do óleo de melaleuca há a redução de manchas na pele e nas mãos, por exemplo.

O Tea Tree Oil, da marca The Body Shop, por exemplo, ajuda a suavizar as imperfeições da pele jovem como acne e o excesso de oleosidade, lembrando que devemos usar sempre com cuidado, atento às orientações do fabricante.

Óleos essenciais e os cuidados no uso

Simone Fanan esclarece que os óleos essenciais trazem muitos benefícios não só como parte de tratamentos para a pele mas também para os neurológicos. Eles têm sido utilizados nas composições de cosméticos, aplicações de massagens, banhos terapêuticos, aromaterapia.

No Brasil, os óleos essenciais puros são indicados para uso em aromaterpia e não devem ser utilizados diretamente sobre a pele. A pele é uma barreira muito grande do nosso organismo contra os invasores do ambiente externo, como micro organizamos, poeira, radiação UV (solar) mas os óleos essenciais podem passar da primeira barreira da pele e desencadear várias reações que podem levar a alergias. Além disto, algumas pessoas podem ser sensíveis a alguns óleos essenciais específicos.

Simone cita como exemplo o óleo de melaleuca, que tem uma molécula chamada “para-cimeno”, pode ter outras tantas moléculas que ainda não conseguimos descobrir até hoje e no meio delas podem estar presentes os famosos alergênicos que ativam o nosso sistema imunológico desenvolvendo a alergia. Muitas pessoas guardam essa memória e na segunda vez que aplicarem aquele mesmo óleo essencial, podem desenvolver vários níveis de alergia.

Um óleo novinho pode não dar alergia, mas o mesmo lote do mesmo óleo, se tiver presente estes alergênicos e estiver guardado por muito tempo, pode oxidar e dar alergia.

Há uma infinidade de empresas e marcas que oferecem óleos essenciais mas são necessários alguns cuidados que devemos tomar para escolher:

  • Leia sempre a embalagem, o rótulo do produto, verifique se há número de licença de funcionamento ou autorização do produto, onde é fabricado, e qual uso recomendado pelo fabricante.
  • Procure sempre a orientação da dermatologista para saber qual o melhor produto e a indicação de uso para você.

Simone reforça novamente que o óleo essencial 100% puro não deve ser aplicado na pele e traz como exemplo de riscos, dados de um estudo recente, desenvolvido pelo NIEHS-National Institute of Environmental Health Sciences dos Estados Unidos que demonstrou que, os óleos de lavanda e melaleuca, quando utilizados como aromatizantes trazem ótimos benefícios, mas quando utilizados diretamente na pele, atuaram como desreguladores endócrinos. Os pesquisadores encontraram uma ligação entre o uso tópico excessivo de óleos essenciais e o aparecimento de ginecomastia masculina, ou o desenvolvimento de tecido mamário, em meninos pré-adolescentes.

O Instituto reforça o uso de óleos essenciais em aromatizadores e nunca sobre a pele.

Os óleos essenciais podem ser aplicados sobre a pele, desde que diluídos, mas Simone ressalta que as pessoas não devem fazer nenhuma mistura em casa sem orientação de um profissional.  A Alquimia caseira pode ser uma mistura perigosa. O uso do óleo essencial na pele, sem os devidos cuidados, pode trazer muitos distúrbios lá na frente, e até mesmo um câncer de pele, por exemplo.

Onde comprar óleos essenciais:

  1. https://www.bioessencia.com.br/
  2. https://www.doterra.com/BR/pt_BR
  3. http://www.viaaroma.com.br/
  4. https://www.thebodyshop.com.br/

Contatos Simone Fanan

Site – https://sfsafetyconsulting.com.br ou

E-mail simone.fanan@sfsafetyconsulting.com.br.

Assista o bate papo integral da nossa Fundadora com a Simone Fanan acessando o canal do YouTube da Estilo 5.0+:

Venha participar da jornada da revolução da Longevidade com a gente!

Inscreva-se no nosso Canal Youtube, dê um like e ative o sininho para receber as notificações de novos vídeos e siga nossas páginas no Instagram e Facebook. Um abraço!

One thought on “Óleos Essenciais. Vamos saber mais?”

  1. Simone é uma cientista incansável sempre pesquisando novos conhecimentos em benefício da qualidade de vida . E somos nós todos que lucrado com seu trabalho e estudo. Parabéns Simone e fique Nossa gratidão e reconhecimento !

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.