Aromaterapia – você conhece? Saiba mais sobre os seus benefícios

Aromaterapia

Aromaterapia é baseada na utilização de óleos essenciais e fragrâncias com o intuito de melhorar o bem-estar físico e psicológico de uma pessoa.

Vamos saber mais sobre essa técnica fascinante com Monica Pinotti, convidada da Cintia Yamamoto, fundadora da Estilo 5.0+, que vai conversar com a gente.

Vamos conhecer o perfil da Mônica?

Mônica é Consultora para criação e desenvolvimento de fragrâncias.

Possui 35 anos de experiência na área cosmética em Pesquisa e Desenvolvimento dos quais 28 foram na Natura, os últimos 25 anos dedicados ao Desenvolvimento de fragrâncias, arquitetura olfativa, eco sustentabilidade e prospecção e desenvolvimento de óleos essenciais.

Mônica é formada em Química com pós-graduação em Marketing.

 O que é Aromaterapia?

Mônica explica que Aromaterapia é o uso de óleos essenciais para auxiliar em alguma terapia, que pode ser física ou mental. É uma associação de óleos essenciais a um tratamento.

Mônica esclarece que esses óleos essenciais são substâncias químicas vindas de plantas. São substâncias extraídas de partes de plantas como caule, flores, cascas e sementes. Esses óleos essenciais nas plantas têm um efeito de defesa da planta e na atração de insetos. São muitos voláteis e normalmente têm cheiros bem agradáveis.

Quais são os principais benefícios da Aromaterapia?

Mônica explica que a Aromaterapia pode auxiliar no relaxamento que é o mais conhecido e o mais tradicional, um dos primeiros que foi descoberto. Pode também auxiliar no stress e ativar a sua atenção, dentre outros.

Há vários óleos essenciais que têm a mesma função ou funções diferentes.

A pessoa pode juntar óleos diferentes onde um pode complementar a ação do outro. Ela dá um exemplo do ponto de vista mental: “O óleo de cravo, de laranja, e o de menta tem essa atividade de deixar a pessoa alegre, gerar uma sensação de um bem estar. São óleos que vem de plantas diferentes, mas que podem auxiliar em algum sintoma que a pessoa está tendo e quer mudar.”

Mônica comenta que um exemplo do ponto de vista físico, seria a lavanda que vai ajudar a relaxar mentalmente. E como ajuda no relaxamento, pode aliviar a tensão muscular aliviando a dor física.

Na massagem, quando se juntam os óleos essenciais, potencializa tanto no físico quanto no emocional.

Qualquer pessoa pode fazer uso da aromaterapia ou existem restrições?

Mônica elucida que, a princípio, qualquer pessoa pode fazer uso da Aromaterapia, mas essa prática vem junto com um cheiro intenso porque os óleos essenciais são muito voláteis.

Se a pessoa não gosta do cheiro, dificilmente a Aromaterapia fará bem para ela. Por exemplo, se a pessoa não gosta de lavanda, pouco provável que o seu aroma irá acalmá-la na sua potencialidade. A pessoa vai ficar incomodada com o perfume. Muitas vezes a pessoa associa aquele perfume a um episódio da sua vida que não foi muito agradável. Por exemplo, um professor de química, ou de outra matéria que era desagradável e aquele cheiro lhe trazer lembranças ruins. (memória

Mônica recomenda:

  1. Que a pessoa prove primeiro para ver se gosta dos cheiros. Inicialmente a pessoa deve se conhecer olfativamente. O cheiro da menta, do cravo, da canela, do gerânio. Se ela não tiver problema ou dor de cabeça em usar cheiros mais fortes, se não lhe causam nenhum desconforto, esse é o primeiro passo para poder usar os óleos essenciais.
  2. Definir o que a pessoa está buscando? Precisando ter mais atenção, mais foco? Está querendo relaxar antes de dormir, fazer a higiene de sono e dar uma relaxada antes? Há muita literatura disponível que auxiliam a pessoa escolher os óleos essenciais no que você está procurando; na sua necessidade.
  3. O próximo passo é usar conforme a recomendação do fornecedor numa pequena parte do corpo. Por exemplo, aplicar, com muito cuidado, no dorso da mão, ou em materiais que absorvem. Hoje há muitos materiais em cerâmica que absorvem o óleo essencial para a pessoa se acostumar com ele. E ver se há identificação olfativa com aquele odor por muito tempo. É importante ter em mente que no caso de uma massagem, a pessoa terá que ficar em contato com aquele óleo por uma hora.

Dessa forma a pessoa irá se conhecendo e aos óleos e daí sim poderá fazer o uso da Aromaterapia sem problema algum, reforça Mônica.

Tipos de aplicação para o uso de Aromaterapia

Mônica explica que a aplicação mais tradicional da Aromaterapia é por volatilidade, que é quando o óleo essencial é colocado numa cerâmica e exposto num ambiente. Existem algumas cerâmicas que podem ser aquecidas e o óleo volatiliza mais ainda e exala de forma mais rápida.

O segundo tipo de aplicação que também é muito utilizada é na massagem.

Numa fase mais avançada da Aromaterapia e, sempre, de acordo com o relacionamento de confiança que a pessoa tiver com o fornecedor de óleos essenciais, ou com profissionais que trabalham com essa área, pode se fazer uso de algumas gotinhas no chá e na alimentação. Mas isso é uma parte mais avançada e deve ser feito com a devida orientação profissional.

A recomendação da Mônica é iniciar pela volatilidade. Em uma segunda etapa, diluir o óleo essencial em óleo vegetal, de preferência com óleo de amêndoa, para uma massagem.

Cuidados adicionais da Aromaterapia para pessoas maduras

Mônica orienta que além dos cuidados já citados, a pessoa fique atenta com a pele. Com a idade a pele vai ficando mais fina e pode até causar algum tipo de alergia.

Para conhecer o cheiro, ela recomenda aplicar no dorso da mão. Para o teste de alergia, aplicar na parte interna do braço antes de se submeter a uma sessão de massagem que pega uma grande área do corpo.

Mônica esclarece que a Aromaterapia também pode ajudar nos sintomas da menopausa, mas como ela pode ter vários sintomas, talvez a pessoa tenha que usar vários óleos em momentos diferentes. Por exemplo, para aliviar a tensão, o óleo de cravo e o de menta melhoram esse aspecto. O óleo de lavanda para relaxar e ajudar no sono. Existem sprays de travesseiro com óleo de lavanda. Já vem dissolvido numa base hidroalcóolica para não manchar a roupa de cama. É uma fórmula bastante efetiva para a pessoa ir dormir com uma Aromaterapia que ajuda a induzir o sono.

Ela reforça que é muito importante a qualidade dos óleos para que haja uma quantidade significativa de princípios ativos na formulação. Procurar fornecedores que tenham produtos de qualidade senão a pessoa estará usando só mais um cheirinho.

No caso da lavanda, o princípio ativo que traz essa sensação de tranquilidade que acalma é o Linalol. Se na formulação não houver uma quantidade representativa de Linalol a pessoa não estará absorvendo tudo o que poderia de um óleo essencial.

Origem da Aromaterapia

Mônica nos conta que a aromaterapia teve início mais ou menos 3500 anos antes de Cristo. Naquela época era usada de forma mais grosseira porque não tínhamos as formas de extração dos óleos como existem atualmente. Os relatos são muito antigos.

A palavra Aromaterapia (“aromathérapie”) começou a ser usada em 1920 por um químico francês René-Maurice Gattefossé e aconteceu por acidente e foi quando descobriu o poder curativo e antisséptico dos óleos essenciais.

Enquanto trabalhava em seu laboratório, ele sofreu um acidente que resultou em uma queimadura de terceiro grau em sua mão e antebraço. Sem pensar, ele mergulhou seu braço em uma tina contendo óleo de lavanda, achando que fosse água. Para sua surpresa, a dor da queimadura rapidamente diminuiu e durante um curto espaço de tempo, com a contínua aplicação do óleo de lavanda, a queimadura cicatrizou completamente, sem a presença de qualquer tipo de cicatriz.

Fonte: https://www.cpt.com.br/dicas-cursos-cpt/aromaterapia-como-surgiu

Dicas finais da Mônica sobre a Aromaterapia

1. Como iniciar a Aromaterapia

    1. Comece passo a passo se não tiver intimidade com óleos essenciais. Conheça os seus objetivos pessoais e os aromas dos óleos essenciais. “Não se jogue na massagem direto. “
    2. Verificar a procedência dos óleos, se têm boa qualidade.
    3. Estar atenta à data de validade porque com o tempo o produto irá oxidar. Não dá para reaproveitar; precisa descartar para não usar um produto estragado, que pode até causar alergia.

A Aromaterapia é muito segura. Se a pessoa começar com esse passo a passo, com esse cuidado, está tudo bem. Siga as orientações de um fornecedor de qualidade e procure um profissional habilitado caso queira

2. Onde comprar Óleos Essenciais:

https://www.doterra.com/BR/pt_BR

https://www.wnf.com.br/

https://www.bysamia.com.br/aromaterapia/oleos-essenciais

3. Dica de Literatura

Larousse dos óleos essenciais: Guia completo da aromaterapia para a saúde e o bem-estar – Autor: Thierry Folliard

Larousse dos óleos essenciais

4. Dicas de óleos Essenciais clássicos e principais benefícios

    1. Lavanda: É o óleo mais usado na aromaterapia, e o mais versátil. É o óleo número um no auxílio ao combate ao estresse e às tensões nervosas. Calmante e relaxante.
    2. Cravo: Considerado um ótimo revigorante, estimulante e aumentando a energia pessoal.
    3. Copaíba: Auxilia a diminuir a ansiedade.
    4. Laranja: propriedade de estimular o positivismo e a sensação de bem-estar.
    5. Menta: contribui no foco e na atenção.
    6. Gerânio: possui propriedades calmantes e antiestresse.
    7. Alecrim: energizante, atenua a fadiga e estimulante.
    8. Limão: pode aliviar a ansiedade e o estresse, eficaz na melhoria do humor.
    9. Eucalipto: clareza mental, alivia dores de cabeça para algumas pessoas.
    10. Cedro: possui propriedades calmante e antiestresse.

Contatomonicapinotti0309@outlook.com

Assista o bate papo integral da nossa Fundadora Cintia Yamamoto com o Mônica Pinotti sobre Aromaterapia:

E se você ainda não viu o nosso Blog Post sobre “Como escolher o perfume de acordo com a sua personalidade” também com a Mônica Pinotti, acesse https://estilo5ponto0mais.com.br/blog/como-escolher-o-perfume-de-acordo-com-a-sua-personalidade/

Se quiser saber mais sobre esse e outros temas para as Mulheres 50+ interessadas, conectadas e curiosas:

  • Inscreva-se no nosso Canal do Youtube, dê um like e ative o sininho para receber as notificações de novos vídeos!
  • Continue acessando o nosso site.
  • Siga nossas páginas no Instagram e Facebook.

Venha participar com a gente da revolução da longevidade, interagindo e sugerindo conteúdos que vocês gostariam de ver em nossos canais!

Um abraço!

Time Estilo 5.0+

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *