Dicas de viagem da Alemanha para Itália – Parte 3

Dicas de viagem - Munique para Toscana - parte 3

A Estilo 5.0+ recebeu, de uma de suas seguidoras, a solicitação de um roteiro de viagem, saindo da Alemanha para Itália. Apesar de não ser uma atividade comum desenvolvida pela Estilo 5.0+, Celso Ruggiero, nosso especialista apaixonado por filmes, séries, livros, viagens e tudo que se relaciona ao entretenimento fez questão de atender o pedido por se tratar de um roteiro muito especial para ele.

O roteiro com as Dicas de viagem da Alemanha para Itália foi dividido em 3 Partes:

Parte 1 – saindo de Munique, passando pelo sul da Alemanha e cruzando a fronteira pela Áustria em direção a Itália 

Parte 2 – entrando pelo norte da Italia por Cortina D’Ampezzo, passando por Veneza, Verona e o Lago de Garda.

Agora começamos a Parte 3, a última do nosso roteiro. Chegamos na maravilhosa Toscana!! Vamos conhecer as dicas do Celso!

Toscana

Saindo de Verona, pelas autoestradas, você pode pegar a E45, A22 e E35 em direção a Firenze, capital da Toscana!

A Toscana é sem dúvida uma das regiões mais belas e visitadas da Itália. Palco de filmes românticos e experiências inesquecíveis. Repleta de cidades medievais, lindas colinas e com vinhedos que produzem vinhos fantásticos e deliciosos! Sem falar que passear pelos campos na Toscana é maravilhoso, e se você tiver sorte poderá ver uma infinidade de girassóis!

A primeira dica do Celso é ficar hospedado em Firenze ou nos arredores, como por exemplo em Greve in Chianti, como ele ficou, para facilitar o acesso a várias cidades interessantes de um jeito prático.

Firenze

Firenze é uma das mais belas cidades do mundo e uma das mais importantes da Itália, em termos de cultura, gastronomia, arte e beleza. Já foi considerada a capital da moda italiana e é a cidade natal de Dante Alighieri, escritor da Divina Comédia, que hoje está enterrado em Ravenna (perto de Firenze), pois foi expulso de Firenze acusado de conspirar contra o Papa. Uma curiosidade, segundo Celso, é que um dos habitantes de Ravenna contou que, anos mais tarde Firenze reivindicou o corpo de seu famoso poeta, e, mas não foi devolvido e que em seu túmulo estaria escrito “ Se não o quiseram em vida, não o terão após a morte”.

Piazza della Signoria: Celso sugere, inclusive, começar o passeio por esta fantástica praça, onde se situa o Palazzo Vecchio, sede da câmara municipal de Florença. A praça sempre abriga exposições de artistas e o Palazzo também possui diversas obras, entre elas as de Michelangelo.

Piazza della Signoria - Firenze

Ponte Vecchio: saindo da Piazza della Signoria, caminhe pela linda Galeria delle Uffizi até o rio Arno, chegando lá, você já terá a visão da famosa Ponte Vecchio, cartão postal de Firenze, lotada de ambulantes e de lojas de joias, vale andar por ela e retornar, para ver outros pontos no centro de Firenze.

Ponte Vecchio

Ponte Vecchio - Firenze

Outros pontos que vale a pena visitar: voltando pela Galeria dele Uffizi e seguindo direto pela Via de Calzaiuoli (uma das ruas mais elegantes de Firenze), você chegará ao Duomo, catedral de Firenze, visita imperdível, assim como as outras atrações na Piazza del Duomo, como o Campanário de Giotto, o Batistério de São João ( um das edificações mais antigas) e o Museo Dell’Opera del Duomo, que entre outras obras, possui diversas do pintor Donatello.

Duomo

Duomo - Firenze

Quem não for de museus, ou mesmo após a visita, ao redor da praça vá a um dos cafés, tomar um expresso (curto, o verdadeiro), saborear um “gelato” ou se já for a hora (essa depende de cada um) tomar uma taça de vinho.

De lá, bem perto, pode se ir caminhando e visitar, a Capella dei Medici e la Chiesa(igreja) di San Lorenzo, depois a direita para o Palazzo Medici Riccardo, todos com uma arquitetura e interiores belíssimos.

Nesse ponto talvez, a fome já tenha aparecido, o Mercado Central é um espetáculo à parte com sua variedade de frutas, legumes, embutidos, vinhos e é claro mesas e pequenos restaurantes para comer essas iguarias. Não deixem de provar o “prosciuto”, uma “bresaola”, os queijos e os pães, maravilhosos. Uma iguaria diferente é o lardo, que é a barriga do porco debaixo da pele, temperada com alecrim, sal e outros condimentos, fica muito bom com o pão, o mais famoso é o lardo de Colonnata, do norte da Toscana.

A caminho do Mercado Central, está o Mercado de San Lorenzo, com feira local de roupas, acessórios e produtos em couro com preços acessíveis, pois não são de marca, é bom para encontrar lembranças de viagem.

Mercado-Central-Firenze mercato - di san lorenzo - Firenze

Existem diversos museus da cidade, como o de Galileo, a Galeria da Academia de Belas Artes que merece um destaque, não só pela sua beleza, mas por contar em seu acervo com a famosa Estátua de David, obra de Michelangelo, e você também pode ver uma réplica da estátua na galeria aberta.

A Piazzale Michelangelo é um local muito recomendado pelo Celso para ser visitado porque, segundo ele, você tem uma bela e completa vista de Firenze, tanto de dia como de noite, e rende fotos belíssimas. Ela fica bem no alto, afastada do Centro Histórico.

Piazzale Michelangelo - Firenze

Outras dicas de onde comer em Firenze

Visitar um “Vinaio”- é uma espécie de pequeno bar de vinhos que podem ser minúsculos, onde você pode saborear um copo de vinho acompanhado de crostini, salames, queijos e sanduíches. Uma parada de comida rápida em uma atmosfera fiorentina tradicional. Celso já esteve no All Ántico Vinaio que é só uma portinha e você come de pé no meio de uma ruazinha estreita, mas existem também o Casa del Vino e o Il Santino and Le Volpi e L’Uva, indicados pelo guia Osterie d’Italia

Comer uma bisteca Fiorentina – a Trattoria da Burde serve uma comida toscana tipica e funciona deste 1901. Indicada pelo Guia Michelin.

Uma extravagância gastronômica luxuosa – experimentar um jantar no Il Palagio, estrela Michelin

Greve in Chianti

Ao lado de Firenze, temos o município de Greve in Chianti, pequeno vilarejo com vários hotéis e pousadas para ficar e você pode se surpreender.

Celso comenta sobre sua experiência quando viajou, sem hotel reservado e acabou se hospedando em Greve, no alto de uma colina em uma pousada de apenas dois quartos, chamada Podere Torre, uma antiga ruina de uma torre de guarda, que o dono do local, arquiteto, transformou em dois belíssimos quartos com vista para todo vale do Chianti.

agriturismo-podere-torre - Vale Chianti

Macelleria Fallorni, para quem gosta de embutidos, é imperdível! Uma casa muito tradicional de embutidos, queijos e vinhos, salames com trufas, de javali, entre outros, tudo muito gostoso e, na própria Macelleria você pode provar os embutidos e tomar vinho e agora você pode, inclusive, trazer para o Brasil.

Badia a Passignano é uma Abadia que pode ser visitada e ao lado está um delicioso restaurante da Antinori, com massas, carnes e seus vinhos (experimente o vinho de mesmo nome da Badia) a preços muito bons, onde vale um belo almoço.

Você ainda pode passear por diversos vilarejos no Colli dei Chianti e degustar diversos vinhos nas inúmeras vinícolas e enotecas locais.

Badia a Passignano - Chianti Badia a Passignano - Chianti

Lucca

Lucca fica há 1h10min de carro, de Firenze, para oeste através da A11, uma linda cidade toda murada em que se pode inclusive alugar uma bicicleta e passear em cima da murada da cidade, bastante larga.

Celso indica o restaurante Ristorante Buca di Sant’Antonio, em Lucca que serve todas as iguarias toscanas como as massas e a bisteca fiorentina.

Se não resistirem podem ir a Pisa com mais 26 min de carro, não gostei da cidade, visitei a famosa torre e fui embora, muitos ambulantes, bastante tumultuada, não sei se mudou.

Lucca

A caminho de Siena

Siena também está há mais ou menos 1 hora de Firenze.

San Miniato: está no caminho para Siena, é a terra das trufas. Eles tem passeios de caça as trufas. A maior trufa já achada foi encontrada lá.

Antinori nel Chianti Classico: neste mesmo caminho para Siena, reserve uma manhã para visitar uma das vinícolas mais modernas da Antinori. Celso alerta para agendar a visita com antecedência e sugere um espaço para o almoço no restaurante da Vinícola que tem uma bela vista para as vinhas. Aqui você encontrará os super toscanos da Antinori, como Tignanello e o Solaia.

Antinori nel Chianti Classico

San Gimignano:  cidade construída num monte de 334 metros de altura tem uma vista belíssima para o Vale do Elsa, passear por suas ruas e observar toda a arquitetura medieval, restaurada no século 19 é muito gostoso.

San Gimignano

Monterrigioni: saindo de San Gimignano e retomando o caminho para Siena, pela SR2, você irá passar por Monterrigioni, não resista! Vale uma parada nessa pequena e bela cidade, passear por suas muralhas e atravessá-la de ponta a ponta, o que não leva mais de 5 minutos. Construída no século XIII, logo virou um posto militar, visando proteger Siena. Foi imortalizada na obra de Dante, “A Divina Comédia”: “sobre o muro arredondado, Monteriggioni é coroada por torres, então na margem infernal que o fosso circunda, guerreavam os terríveis gigantes, apenas com a metade de seu corpo encouraçado”.

Monterrigioni

Siena

Segundo a mitologia Siena teria sido fundada por Senio, filho de Remo, portanto você encontrará diversas obras de artes e estátuas simbolizando os dois irmãos (Rômulo e Remo), sendo amamentados pela loba.

Siena teve grande rivalidade nas artes com as cidades vizinhas até 1348, quando foi devastada pela peste negra, depois disso não se recuperou mais. Hoje abriga universidades e é um dos pontos turísticos mais visitados na Toscana.

Siena

O ponto central de Siena é a Piazza del Campo, uma grande praça rodeada por bares e restaurantes e onde se encontra o Palazzo Publicco (câmara municipal). Se você for em maio e junho irá notar que ao redor da praça nos diversos bares e restaurantes, haverá uma espécie de arquibancada metálica recolhida, pois é nesta praça, que ocorre, todos os anos, nos dias 2 de julho e 16 de agosto o famoso Palio di Siena. É uma corrida de 10 cavalos e seus cavaleiros, que representam os bairros de Siena, cada cavaleiro/bairro tem suas vestimentas, bandeiras e cores e ao final o prêmio, um estandarte (Palio) feito todo o ano por um artista diferente, é entregue ao cavalo vencedor, mesmo que seu cavaleiro tenha caído!

catedral-siena Piazza del Campo

Não deixe de visitar a Catedral, de estilo gótico, que internamente, em seus vitrais conta um pouco a história de Siena. A cidade inteira, como as demais, pode ser feita a pé e subindo os 400 degraus estreitos da Torre del Mangia, pode ter uma bela vista da cidade e de seus arredores. Construída entre 1338 e 1348, é o ponto mais alto da cidade.

A cidade possui excelentes restaurantes e diversas vinícolas.

Por último não deixe de visitar a Fortalezza Medicea, também chamado de Forte di Santa Barbara, foi construída pelos fiorentinos para evitar uma nova tentativa de independência de Siena, depois foi desmilitarizado e hoje e deu lugar a um jardim, onde a população pratica exercícios e, na parte interna do forte, uma escola de jazz e uma enoteca. Algumas mostras e shows acontecem de vez em quando, vale a pena se informar.

Fortezza Medicea

Fortezza Medicea

 

Montalcino

De Siena, vale uma chegada a cidade de Montalcino, um lugar muito aprazível e terra de um dos vinhos preferidos do Celso, o famoso Brunello de Montalcino. A dica é agendar uma visita na Biondi Santi, criadores do Brunello, fazer o tour, passear pela história do vinho e ao final ter o prazer de degustar um Biondi Santi, que por ser considerado muito especial, não é servido em taças nas enotecas da cidade, como muitos vinhos.

Montalcino

Brunelos da Biondi-Santi

brunelo

Celso lembra que este roteiro completo com as Dicas de Viagem da Alemanha para Itália foi feito num período de aproximadamente 20 dias, divididos da seguinte maneira:

Roteiro Munique - Toscana

Passeios, visitas, museus e atrações

Lembrete: muito importante comprar ingressos com antecedência nesta época do ano

Siena

https://www.visittuscany.com/en/destinations/siena/

https://www.biondisanti.it/

Assista as Dicas de Viagem da Alemanha para Itália – Parte 3 com o Celso Ruggiero na íntegra.

Acompanhe mensalmente as dicas de Diversão no canal do YouTube da Estilo 5.0+ sobre temas fascinantes de filmes, séries e livros.

Venha participar da jornada da revolução da Longevidade com a gente.

  • Inscreva-se no nosso Canal do Youtube, dê um like e ative o sininho para receber as notificações de novos vídeos!
  • Continue navegando em nosso site.
  • Siga nossas páginas no Instagram e Facebook.

Um abraço,

Time Estilo 5.0+!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.